segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Guilherme Boulos e o Partido dos Trabalhadores

Tatto: “vamos enfrentar Bruno e Doria somando forças a Boulos e Erundina”
Diretório do PT em São Paulo reuniu-se com coordenação de campanha de Guilherme Boulos para formalizar apoio do partido à candidatura do psolista à Prefeitura. Aliança será detalhada em coletiva na tarde desta terça-feira (17), em São Paulo. “Todos os eleitores e eleitoras que votam no PT, todos os eleitores que são de esquerda, todos os eleitores progressistas, todos que querem restabelecer a democracia no Brasil, tem agora o compromisso histórico de votar no companheiro Guilherme Boulos para prefeito de São Paulo”, conclama o ex-presidente Lula 

Guilherme Boulos 

O PT chegou ao fim do primeiro turno na disputa pela Prefeitura de São Paulo com uma campanha combativa, em defesa da democracia e da vida, e principalmente, com um olhar voltado para a comunidade e os segmentos mais vulneráveis da população. Após a divulgação do resultado, que colocou Guilherme Boulos (PSOL) e Bruno Covas (PSDB) no segundo turno, o candidato petista Jilmar Tatto honrou as bandeiras do partido e imediatamente anunciou o apoio ao companheiro Guilherme Boulos, ainda no domingo (15).

“Acabei de ligar para Guilherme Boulos, a quem tenho como um irmão mais novo. Desejei sorte e disse que ele pode contar comigo e com a nossa valente militância para virar o jogo em São Paulo”, tuitou Jilmar Tatto. A decisão logo seria confirmada pelo Diretório Municipal de São Paulo, que soltou nota oficial de apoio, na segunda-feira (16). “É necessário derrotar o projeto neoliberal representado por Bruno Covas, João Doria e Bolsonaro, motivo pelo qual o PT paulistano entende a importância de eleger Guilherme Boulos prefeito”, declarou Laércio Ribeiro, presidente do PT de São Paulo.

O ex-presidente Lula também reforça a importância do apoio do partido à candidatura de Boulos. “Todos os eleitores e eleitoras que votam no PT, todos os eleitores que são de esquerda, todos os eleitores progressistas, todos que querem restabelecer a democracia no Brasil, tem agora o compromisso histórico de votar no companheiro Guilherme Boulos para prefeito de São Paulo”, conclamou Lula, nesta terça-feira (17).

“Agora é enfrentar Bruno e Doria e somarmos nossas forças a Guilherme Boulos e Luiza Erundina nesse segundo turno”, apontou Tatto. À frente de uma candidatura de caráter genuinamente popular, o petista fez um balanço da campanha e demonstrou como o partido foi um defensor incansável da participação do povo na formulação de suas propostas de governo.

“Nesses dias não arredamos o pé das comunidades e regiões mais carentes: 56 carreatas, vistas e atos na periferia de São Paulo onde revi o povo, amigos e eleitores”, lembrou Jilmar Tatto. “Só tenho agradecer a vocês que estiveram todo esse tempo ao meu lado, no sol, na chuva, mesmos cansados”, ressaltou. “Foram 45 dias de muito diálogo, de muito carinho, de muitas alegrias, debates e, principalmente, de muito respeito”, elencou o petista.

“Foram 162 agendas, que incluíram debates, entrevistas, gravações, atos, panfletaços… trouxemos a periferia de volta para pauta política”. É essa a periferia que fará a diferença no segundo turno, engrandecendo a luta progressista de Tatto na caminhada com os companheiros Boulos e Erundina. “Sigo ao lado de vocês e nos vemos logo logo nas próximas batalhas”, escreveu Tatto. O “logo” rapidamente virou agora. E agora é Boulos.

Partido dos Trabalhadores
Da Redação
(Repostagem)