segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Ivan Duarte no 2° turno em Pelotas

Ivan Duarte

A candidata à reeleição Paula Mascarenhas (PSDB) liderou a votação em Pelotas, no sul do RS, com 78.599 votos, somando 49,74% da preferência dos eleitores e não atingindo por pouco o índice necessário para levar a disputa em primeiro turno. Em segundo lugar aparece Ivan Duarte (PT), com 22.889 votos, representando 14,49% do total da preferência do eleitorado. 
Os 240.948 mil eleitores de Pelotas tiveram à sua frente 11 candidatos na urna eletrônica, e a principal dúvida pairava sobre se a disputa iria ou não para um segundo turno, e com quem, considerando que a atual prefeita aparecia à frente da disputa em todas as pesquisas. Apesar de alguns levantamentos mostrarem o candidato Fetter Jr. em segundo lugar, quando a apuração das urnas terminou, foi o candidato petista, Ivan Duarte, que conquistou o direito de seguir na disputa. Fetter teve 21.532 votos, o equivalente a 13,63% do total.
Em coletiva de imprensa realizada logo após o anúncio dos resultados finais, a candidata do PSDB não demonstrou frustração por ter ficado a poucas centenas de votos de conquistar o pleito em primeiro turno. Ela agradeceu os eleitores e propôs um segundo turno marcado pelo respeito e o debate propositivo com o político petista.
— Fico feliz (por ir ao segundo turno) no sentido de que vejo nessa votação um enorme reconhecimento por tudo aquilo que foi feito. É a maior votação de um prefeito em reeleição na história da cidade. Eu sei que tem muita gente que nos apoiou que está se lamentando pelo pouquinho que faltou para ganharmos no primeiro turno. Mas é muito significativo ter adesão da maioria da população — declarou Paula. 
Já o candidato do PT, também em coletiva logo após a definição das urnas, afirmou que vai procurar todos os partidos que tiveram discurso de oposição no primeiro turno e tentar conquistar os votos de quem registrou branco, nulo ou não compareceu aos locais de votação neste fim de semana.
— Agora é outro jogo. Bola no meio campo, tempos iguais, tempo o bastante para a gente discutir o que não pôde. Nós queremos mudar esta cidade. Esse ciclo de 16 anos de investimentos só no Centro e abandono dos bairros vai acabar. Nós temos, para trabalhar, os votos nulos, brancos e quem não foi votar. Esse ciclo acabou, e nós estamos aqui para inaugurar um novo ciclo em Pelotas — garantiu Ivan.
A eleição em Pelotas teve 26,58% de abstenção, 5,37% votos brancos e 5,31% votos nulos.
Com 343 mil habitantes, Pelotas é o quarto maior município gaúcho. Mesclando características cosmopolitas e interioranas, o principal centro econômico e cultural do sul do Estado vai eleger – ou reeleger – um governante para lidar com antigos problemas. Entre os desafios dos futuros gestores de uma das maiores cidades do Interior, está o problema que um terço do território não tem rede de esgoto, um quarto da população precisou recorrer ao auxílio emergencial do governo federal e a rede pública de ensino apresenta um dos 41 piores resultados do Estado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) para os anos iniciais.

Demais resultados:


Em terceiro lugar na disputa que acabou capitaneada por Paula e Ivan, ficou o candidato Fetter Jr. do PP, com 21.532 votos, o equivalente a 13,63% do total de votos.
Na sequência, aparecem Tony Sechi (PSB), com 12.814 votos e 8,11% da preferência dos eleitores; Julio Domingues (Psol), com 6.691 votos e 4,23% dos votos; Coronel Napoleão (PRTB), com 4.874 votos e 3,08% do total de votos; Marco Marchand (DEM), com 3.593 votos e 2,27% dos votos válidos.
Dan Barbier (PDT), com 2,09%, Marcelo Oxley (Podemos), com 1,58%, João Carlos Cabedal (MDB), com 0,72%, e Eduardo Ligabue (PCO), com 0,04%, completaram a disputa.

Os candidatos:


Paula Mascarenhas, 50 anos, é herdeira política do governador Eduardo Leite. Antes de assumir no primeiro mandato, em 2017, Paula foi vice na gestão de Leite, que abriu mão da busca pela reeleição, dois anos antes de concorrer e ganhar a disputa pelo comando do Piratini. Paula é professora e a primeira mulher a comandar a quarta maior cidade do Estado.
Ivan Duarte, 58 anos, natural de Bagé, ajudou a fundar o Partido dos Trabalhadores em Pelotas na década de 1980. Foi eleito vereador da cidade por sete vezes consecutivas. Seu nome foi indicado pelo partido como uma aposta para aliar a experiência de Ivan com um desejo de mudança na cidade, administrada desde 2004 pelo mesmo grupo político.

GZH
GUILHERME JUSTINO